13 de jan de 2013

Nebulosas e calmarias...

E quando entra em ação a ansiedade e o stress, surgem os turbilhões internos... 


Assim, depois do vendaval que passou pela minha cabeça no primeiro dia útil do ano, com duodeno e cabeça brigando pela maior dor, consigo um pouco de sossego quando escrevo meus projetos.

E com tantos assuntos, me perco e me acho em meio a palavras, papéis, horas a fio, 3 garrafas d'água espalhadas pela mesa e muitas mensagens e telefonemas. Quando não raciocinava mais, exausta e com a ansiedade no auge, procurei por alguma coisa. Não sabia o que era. E nestes momentos, não é qualquer coisa que serve. Buscava preenchimento aonde? 
Pensei em vários lugares que pudesse descansar. Não, não estava em minha casa. Não vinha nada em mente. Sabia somente o que não queria: restaurante, praça ou cinema não ia dar certo. Estava chovendo, e não estava com fome.

Quando surge o namorado no quarto, vê a minha cara de deserto, pega minha mão e diz: "Vem, vamos sair". 
Me levou para a sobreloja do Maletta, Arcangelo. Encontramos um sofá gostosíssimo numa parte tranquila, som legal e gente bacana. Decoração deliciosa e clima com frescor de verão com arte contemporânea. Bom de descansar e expandir. Bebericamos uma bebida a base de suco de melancia e tequila. A calmaria começou a chegar.

Percebi que estava no lugar certo, na hora certa, com a pessoa certa... 

Até que enfim uma boa resolução de começo de ano! E que venha 2013! com aquele sabor cítrico que deixa tudo com adrenalina!

Momento Eureka

0 comentários:

Postar um comentário