28 de jan de 2012

.:DEUSES:.

UMA VIAGEM NO TEMPO DA IRONIA COM EXCESSO DE INTELIGÊNCIA E DINÂMICA



Deuses é um espetáculo literalmente dos DEUSES... Mas antes de começar a ler minha crítica, é bom ligar o som e clicar neste link aqui:

HAVA NAGILA

Bom, agora, ouvindo a música que dá cor ao espetáculo, vamos lá:

Como surgiu o mundo? Qual o conceito correto? O Big Bang, que não passa de um peidinho inaugural, ou a criação divina com Adão e Eva? Seja como for, a criação das idéias sempre se deu pela transgressão, pela busca incessante do novo. E assim, com a evolução terrestre e a divisão da Pangéia, as primeiras formas de vida foram surgindo e junto com elas, o ser humano.Ou quando Eva mordeu a maçã e se descobriu humana.
E assim, com o passar do tempo, o ser humano descobre a arte... O teatro! Teatros gregos com platéia para até 15 mil pessoas, onde os atores são abençoados por DIONÍSIO. A arte da descoberta, a explosão de sinestesias.
E hoje? O que é o teatro hoje? Temos TEATRO? A arte ainda vive sob os olhares atentos de DIONÍSIO?
Ou ele simplesmente virou as costas com a baderna atual, onde 80% da "arte" agrega uma massa alienada que ri de qualquer besteira?
Seja como for, DEUSES propõe um diálogo e um questionamento constante com a platéia.
Ederson Cleyton é ator, diretor e roteirista do espetáculo. Inspirado no teatro essencial, onde há apenas uma cadeira em cena. O ator mergulha no personagem numa criação criativa e de muita entrega.  No palco, referências a Charles Chaplin e Denise Stoklos.
Com muita ironia, Ederson faz um trabalho que reúne o Antigo Testamento, a História, a Geografia, a Química, a Física e a Filosofia. Faz perguntas e sempre termina suas frases com "será"?
Com muita humildade, Ederson não afirma. Somente coloca perguntas. Aceita a participação da platéia. Ator e público de confundem num espetáculo inteligente, irônico e dinâmico.
E ao, fim, a platéia pode se deliciar com um verdadeiro "caga na cueca, gorfa na cueca...". Sim, para o público assíduo das artes, é clara a ironia. O TEATRO AINDA EXISTE? A ARTE AINDA É ARTE? CAGAR NA CUECA É MAIS INTERESSANTE QUE UMA PEÇA INTELIGENTE? SERÁ? SERÁ SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ? SERÁ?

São 60 excelentes minutos.

Eu, esta que vos escreve, com o grande ator, diretor e roteirista do espetáculo, que se transformou em anjinho barroco para tirar essa foto!

DEUSES estará em cartaz até amanhã (DOMINGO) na UNA (Rua Aimorés). Ingressos a venda nos Postos Sinparc.

0 comentários:

Postar um comentário