29 de jan de 2012

.:POR UM FIO:.

MIMULUS CONSEGUE COLOCAR A ALMA DE UM ARTISTA POBRE, NEGRO E LOUCO NO PALCO


ARTHUR BISPO DO ROSÁRIO passou a maior parte da sua vida em um manicômio. Dos visitantes que por lá iam, ganhava material como linhas, fitas, madeira. E com todos os presentes, criava, recriava e vageava com obras e frases consideradas "loucas". Como a maioria dos artistas brasileiros, foi considerado gênio somente depois de morto. Sua obra está em museus pelo mundo, e, agora, se eternizou no espetáculo POR UM FIO, realizado pela MIMULUS CIA DE DANÇA.
Não é fácil estudar sua obra. Arthur criou o MANTO DA APRESENTAÇÃO, feito para fazer sua passagem quando chegasse o "juízo final", e nele, bordava tudo que criava. Enfim, é uma obra belíssima, considerada sua "obra prima":

                                                       manto da apresentação

Em um cenário sombrio, os bailarinos usam o corpo e o rosto num jogo de luz e sombra. Abusam das feições apáticas e loucas. Se mostram esquizofrênicos a maior parte do tempo, recriando a obra de Bispo com muitas maestria. Se entrelaçam em cordas e corpos, criando emaranhados e oferecem à platéia frases soltas do grande artista. Ainda, mostram ironia ao tentarem se soltar, se desagarrar, assim como  Bispo, que tentava fugir da realidade que o rodeava.
Com uma trilha sonora que mescla músicas densas e sambas suaves, os bailarinos nos convidam a entrar no mundo da loucura e da genialidade. É uma saudação a um gêniou LOUCO, NEGRO E POBRE, um artista marginal que viveu longe da elite e da vida considerada comum.
O bailarino Rodrigo dá um show ao dançar sem olhar nos olhos de seu par (convenhamos, quando na dança de salão prevalece o olho no olho, dançar olhando para o nada é um tremendo desafio).
No meio de todo o entrelace, luzes penduradas mesclam no palco dança como se todos estivessem dentro do Manto bordando a obra de Bispo.
O convite à obra torna-se um desafio para quem não conhece Bispo, ou seja, mais de 80% da platéia, o que pode tornar o espetáculo confuso.
O espetáculo deve falar por si mesmo, é fato. Mas se a Companhia distribuísse folhetos explicando quem foi Bispo, tornaria o espetáculo mais compreensível, além de fazer o artista ser mais conhecido e admirado. Até porque entrar no MANTO não é tarefa fácil. Mas quando consegue-se ultrapassar linhas e laços, torna-se uma experiências enriquecedora.

ARTHUR BISPO DO ROSÁRIO vive dentro do espetáculo. LOUCO E, ACIMA DE TUDO, LIVRE!

Conheça um pouco mais de sua obra AQUI!!!!!

                                            MIMULUS CIA DE DANÇA

POR UM FIO pertence à campanha de Popularização do Teatro e da Dança e saiu de cartaz hoje, dia 29. Fica a expectativa para que a Companhia se apresente mais uma vez!!!

0 comentários:

Postar um comentário